Associação para a constituição da Fundação Nacional para a Conservação do Património Português

 

O Projecto  

        
Este projecto tem como finalidade a conservação do património, da cultura e do ambiente no território português, que consideramos ser importantes para contribuir para uma boa qualidade de vida da população.

 

O Lema

 

“ Para todos e para sempre”

Para todos, porque todos deverão poder usufruir  do trabalho da associação/fundação, das propriedades, do facto de estas serem conservadas. E porque todos podem ter uma participação activa no projecto.

Para sempre, porque quando se protege um local é sempre com a intenção de o proteger perpétuamente.

E porque trabalhamos para que as relações que existem entre a fundação e as pessoas ou entidades colaboradoras sejam relações duradouras.

        

Porquê uma Fundação?

        
Porque a sua actividade terá âmbito nacional e apesar de todo o processo legal desta Fundação ter sido tratado, e pedido o reconhecimento da mesma, ainda estamos a trabalhar para o conseguir obter e para não ficarmos parados foi constituída também a Associação para constituição da Fundação Nacional para a Conservação do Património Português que trabalhará de acordo com os princípios já estabelecidos na Fundação .

Áreas de actividade

A sua actividade terá âmbito nacional e na prossecução dos seus objectivos, a fundação abrangerá diversas vertentes como a da informação, divulgação e sensibilização para as questões da conservação, associadas à educação, à história e à cultura.
Está contemplado o reconhecimento e a possível aquisição de locais a preservar, o que de futuro, poderá será efectuado através do fundo monetário criado para o efeito.
Terá em conta a utilização de recursos locais, o que promoverá a conservação e o desenvolvimento regional.

O projecto é interessante para o nosso país pois as actividades a realizar pela fundação irão abranger directamente as areas: 

  • Qualidade de vida
  • Ambiente
  • Educação e ensino
  • Cultura
  • Trabalho
  • Arte
  • Defesa do Património
  • Desenvolvimento local e regional
  • Desenvolvimento económico
  • E indirectamente as áreas:

  • Saúde
  • Cidadania e direitos fundamentais